terça-feira, 1 de outubro de 2013

147#

E se fosse pastels e não degraus?
E se fosse tonels e não anais?
E se fosse pãos e não irmãos?
E se fosse cristões e não varais?
E se fosse trofeis e não animais?
E se fosse alemões e não cidadãos?
E se fosse afegões e não gardenais?

E se fosse degrais e não pastéis?
E fosse anals e não toneis?
E se fosse irmões e não pães?
E se fosse varals e não cristãos?
E se fosse animals e não trofeus?
E se fosse cidadões e não alemães?
E se fosse gardenals e não afegãos?

Cadê os meus rivotris, ou rivotrils?

domingo, 30 de setembro de 2012

146#


no adeus há um poder que foge do nosso entendimento.
adeus é para sempre, adeus é eterno.
é uma sentença definitiva
é uma lampada que se apada para nunca mais
é gritar aos quatro ventos a condenação do eterno.
para sempre, eternamente, adeus, jamais...
qual o peso dessas quatro palavras?
se eu disse adeus um dia, quanto tive que chorar para aceitá-lo...
você sempre estará nos meus pensamentos, quando eu ouvir aquelas canç ões.
quando eu lembrar daquele livro.
quando eu ouvir na minha mente a sua voz.
eu já não sei mais o seu telefone, apesar de ter anotado em algum lugar.
evito... eu te disse adeus dentro de mim.

domingo, 24 de julho de 2011

145#

Quem Sabe Para Onde o Tempo Vai?


Que tempo?
O que perdemos?
O que vivemos?
O que desperdiçamos?
Parece que o tempo é como a água...
Escorre das nossas mãos e cai no chão...
Se misturando com a terra...
Ou sobe aos céus em forma de vapor...
Já tentou segurar fumaça?
Já tentou?
Assim é o tempo, não o possuímos por tempo algum...
Ele sempre dá um jeito de escapar das nossas mãos...

domingo, 15 de maio de 2011

144#

Quando se sentir um lixo, andarilho errante sem rumo, sem raiz, sem base, sem nada... quando sentires que a vida se esvai pelas mãos e escorre morro abaixo, sumindo no extenso chão, quando sentires que és muito menos que só alguém na multidão, quando sentires que até a tua sombra foi embora e estás profundamente só neste mundo, quando não te alegrares com mais uma amanhecer e as horas passando não te anima o semblante... quando trabalhar ou ficar em casa não tiver qualquer diferença, ou quando o telefone não tocar nenhuma vez, em nenhum dos sete dias da semana, quando a vontade de chorar for imensa, quando estiveres cansado de tudo e todos à sua volta te irritam, quando fores motivo de piada e chacota dos teus semelhantes... deite-se, chore se tiver vontade, durma se a dor for intensa, grite se for conveniente, se bata, jogue tudo pelo chão, arranque os cabelos, deixe que a pressão saia, não segure o mal dentro de si... chame por Deus... bem alto, de uma forma assustadora, rasgue sua garganta num clamor assombroso... mas não se mate aos poucos, não vale a pena dizer que está tudo bem quando não está, peça ajuda, peça um ombro, peça um ouvido, convide alguém a ser seu amigo... não carregue só este fardo pesado... viver não é sofrer... viver é amar...

sábado, 16 de abril de 2011

143#


Senhor,se um dia eu estiver sufocado, preso, "cheio da vida“...
...com vontade de sumir, de morrer, insatisfeito comigo e com o mundo em torno de mim;
Pergunta-me, se eu quero trocar a luz pelas trevas;
Pergunta-me, se eu quero trocar a mesa posta, pelos restos que tantos vem buscar no lixo;
Pergunta-me, se eu quero trocar meus pés por uma cadeira de rodas;
Pergunta-me, se eu quero trocar minha voz, pelos gestos;
Pergunta-me se eu quero trocar o mundo dos sons pelo silêncio dos que nada ouvem;
Pergunta-me, se eu quero trocar o jornal que leio e depois jogo no lixo, pela miséria dos que vão busca-lo para fazer dele seu cobertor;
Pergunta-me, se eu quero trocar minha saúde, pelas enfermidades de tanta gente;
Pergunta-me, até quando não reconhecerei as tuas bênçãos, a fim de fazer de minha vida um hino de louvor e gratidão e dizer, todos os dias, do fundo do meu coração:

OBRIGADO SENHOR POR MAIS UM DIA.

*Recebido por e-mail. Autor desconhecido.

sábado, 19 de março de 2011

142#

- Hum... bem bem não tá, mas, veja, tô respirando... isso já é alguma coisa...  

141#

as águas de março fecham o verão... verão após a madrugada o outono, dia 20, mas sem folhas no chão, as folhas daqui não caem, caem as árvores, uma após a outra... abrem no chão um vão, por pouco tempo, casas, barracos, prédios no sopé do morro, construção... aqui não caem folhas, caem rochas, despencam do alto... aqui o buraco é mais embaixo...

140#

inexisto, não insisto, desisto...

sábado, 12 de março de 2011

139#

quem já sentiu a dor da solidão? sabe aquela sensação de aperto, você respira mais fundo, seus olhos ficam entreabertos, as lágrimas não chegam a cair, mas elas estão lá, é só uma questão de tempo, você engole seco, boceja, a visão embaça, você chama por Deus, sua memória te castiga, pensamentos te aprisionam, você desabafa no papel, ou no computador mesmo, porque não tem ninguém do seu lado pra conversar... aí você pensa nas centenas de pessoas com quem compartilhou momentos a semana inteira, tenta imaginar onde elas estão neste exato momento e, com quem estão se divertindo, muitas foram viajar com a família, algumas estão com os seus verdadeiros amigos, por que não temos amigos no trabalho não...amigo é coisa de rua, amigos saem, amigos se completam, quando um está algum problema, aquele amigo sempre está por perto para dar um conselho ou simplesmente ouvir... e eu? quem será meu amigo? quem me ajudará a vencer esta depressão que nem me mata e nem acaba comigo de uma vez? aonde foi todo mundo? por que só me ligam quando querem alguma coisa? por que ninguém me telefona para saber se estou bem? se quero sair? por que no fim de semana eu sempre choro? por que vou dormir cedo sem sono? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? por que? Hein... aonde está você Deus? Será que ressuscitou mesmo? Será que sabe que existo? Será que alguém nesse mundo sabe que existo? Ou só lembram do rapaz aqui quando estão querendo alguma ajuda, ou algo que eu possa oferecer? Cadê o pessoal do trabalho? Cadê o pessoal da faculdade? Até o morador de de rua na sua pobreza e miséria, consegue ser mais feliz que eu...

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

138#

difícil aceitar a mudança... pessoas que mudam de lugar... é preciso valorizar momentos... amigos vem e vão... mudam de cidade, país, trabalho, casam, arrumam outros, amigos, mas nunca deixam de ser nossos... nunca deixam de ser... onde for, minha gratidão e amizade te seguirão... aceito a distância, mal necessário, peço à Deus, te guie...

137#





Para que serve o horizonte?

Certa vez alguém chegou no céu e pediu pra falar com Deus porque, segundo o seu ponto de vista, havia uma coisa na criação que não tinha nenhum sentido...
Deus o atendeu de imediato, curioso por saber qual era a falha que havia na Criação.
- Senhor Deus, sua criação é muito bonita, muito funcional, cada coisa tem sua razão de ser... Mas no meu ponto de vista, tem uma coisa que não serve para nada disse aquela pessoa para Deus.
- E que coisa é essa que não serve para nada? Perguntou Deus.
- É o horizonte. Para que serve o horizonte?
Se eu caminho um passo em direção ao horizonte, ele se afasta um passo de mim. Se caminho dez passos, ele se afasta outros dez passos. Se caminho quilômetros em direção ao horizonte, ele se afasta os mesmos quilômetros de mim... Isso não faz sentido! O horizonte não serve pra nada.
Deus olhou para aquela pessoa, sorriu e disse: - Mas é justamente para isso que serve o horizonte... " para fazê-lo caminhar "

sábado, 5 de fevereiro de 2011

136#

dor... algo não está bem
minha coluna dói
com remédio e descanso, ela sara
e quando é a alma que padece?
só sara com outro amor

135#

o senhor não tem nada para me oferecer
eu não sei mais esperar
eu não aguento mais...
eu não quero
eu só quero, de verdade,
não acordar amanhã

domingo, 30 de janeiro de 2011

134#

embaixo da minha cama se esconde um mundo que eu tento esquecer...
nele cartas, fotos e lembranças apodrecem na umidade,
eu agonizo por um passado que se desfaz a meio metro do meu nariz...
embaixo da minha cama se esconde um monstro que atormenta minhas noites,
não me deixa dormir e não sai da minha cabeça...
sinto seu cheiro de mofo e podridão...
jogo desinfetante, para "afastar o mau cheiro da memória"...

133#

quando os beatles voltarem?
um voltou...
veio cantar yesterday por aqui...
cadê os outros três?
um norwergian woods
outro imagine
o terceiro... the long and winding road

132#

o que passou, passou...
o que virá, quem sabe?
essa é a máxima do desiludido
que vive esperando um amor...

131#

sonhos são reais,
caimos no chão
nos levantamos
e seguimos sem nenhum arranhão

sonhos são reais
sinto o  teu beijo
minha lingua dançando junto a sua
navegando no seu céu

sinto teu olfato
vejo o perfumista
misturando óleos e essências
preparando teu aroma

sonhos são irreais
sonhos são só sonhos

130#


as horas não passam longe de você
meu calendário não sai do dia 1º
já é fim do mês e você não vem
quem disse que está longe?
se não sai do meu pensamento?
Quem te deu o direito de entrar na minha mente?
Eu... não quero te ver...
Fique longe de mim, se afaste...
Mude de cidade, de país...
Me permita conhecer outras pessoas...
Enxergar o mundo com outro olhar
Ver que o dia vai nascer mais colorido
E que há um céu azul sob nossas cabeças...

129#

não me critique... se me deu a mão, obrigado... não vês que estou ruim? por que me deixar pior ainda? já passei vergonha demais... eu sou a minha vergonha... estraguei seu dia? perdão... não irá acontecer novamente... prometo que não te incomodarei mais... não sirvo mesmo para estas coisas... melhor eu ficar quieto...

128#

preciso me encontrar e fazer as coisas que gosto, tirar um tempo para mim e me dar o prazer de me apresentar a mim mesmo... sempre priorizei agradar as pessoas que estavam a minha volta, muitas vezes anulando a minha vida e vivendo para o próximo, até então caminhei por estradas que minhas próprias rédeas de falso moralismo julgava ser melhor trilhar... tentei ser legal com as pessoas, fui até engraçado muitas vezes, deixei de ir em lugares que gostava para estar na companhia de pessoas que eu achava que gostavam de mim... as pessoas devem gostar de você pelo que você é, não pelo que tem a oferecer... por que as vezes estamos tão pobres, jogados na lama... quem te tirará de lá? nestas situações, não temos nada a dar... quem cuidaria de você na doença, na dificuldade quem te reergueria? na solidão, quem estaria do seu lado? quem se sujaria para limpar o vômito do teu corpo? quem? poucas pessoas fariam algo desse tipo... porém muitas se juntariam a você para beber... comer... sair na noite e na noite se perder... é bom rever os conceitos, e redescobrir os talentos que Deus te cumulou quando você veio ao mundo...